Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

NEGA AO ANO LECTIVO

Melhorias no sector da educação foram ontem pedidas por Jorge Sampaio no decurso de uma visita que fez ao Alentejo e que terminou com a inauguração do Polis de Beja.
18 de Setembro de 2004 às 00:00
O Presidente da República mostrou-se esperançado de que, em 2005, as escolas tenham um quadro de docentes “mais estável” e o processo de colocação de professores possa melhorar.
Numa sessão solene no salão nobre do Quartel dos Bombeiros Voluntários, o Chefe de Estado frisou que “não é nada positivo que as escolas não comecem no dia em que deviam começar”.
Ao mesmo tempo, sublinhou Jorge Sampaio, as circunstâncias de haver atrasos, “que em si mesmo são graves”, não devem “fazer esquecer que o importante é saber qual o produto que as escolas estão a apresentar”.
O Presidente da República referia-se à necessidade de combater o insucesso escolar que classificou como “outra chaga tão séria e tão grave da vida portuguesa”.
Numa série de recados ao actual Executivo, o Chefe de Estado falou da importância do combate ao desemprego, que classificou como “uma das grandes chagas nacionais” e alertou para a existência de “falhas significativas” na aplicação do Rendimento Social de Inserção.
Durante as suas intervenções, Sampaio realçou ainda que a escola, a saúde, a habitação e a administração da justiça são “elementos fundamentais para a qualidade da democracia portuguesa”.
PRIMEIRO POLIS
Antes de chegar a Beja, aonde procedeu à inauguração oficial do Polis, Jorge Sampaio falou na necessidade de haver mais rapidez na execução de projectos em torno do aproveitamento das diferentes valências da Barragem de Alqueva.
Já em Beja, aonde era esperado que cerca de 20 comerciantes fizessem um protesto por se considerarem lesados por a autarquia ter retirado o trânsito automóvel da Praça da República, o que não aconteceu, Sampaio mostrou a sua alegria pela obra acabada e realçou a sua importância. “Sem qualidade urbana não há fixação da população e como tal não há desenvolvimento local. Trata-se de um importante instrumento qualificante das cidades”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)