Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

NEGRÃO ESTRANHA PROCESSO

O deputado Fernando Negrão, do PSD, considerou ontem “no mínimo estranho” um processo por violação do segredo de justiça que lhe foi movido pelo Ministério Público (MP) e requereu o levantamento da sua imunidade parlamentar para o esclarecer.
29 de Junho de 2002 às 00:07
O caso saltou para os jornais, depois do MP ter remetido há dias para a Assembleia da República um ofício pedindo autorização para inquirir o ex-director da Polícia Judiciária, num caso de “possível violação do segredo de justiça” e acabou por ser ontem explicitado em nota da Procuradoria- -Geral da República.


Segundo a nota, a averiguação resulta de um processo na comarca de Ourique, a propósito de panfletos anónimos ofensivos para o presidente da câmara local, José Raul dos Santos (PSD), e em que um inspector da PJ alegou a anuência do seu director quanto a revelações sobre a identidade dos arguidos.
Ver comentários