Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Noronha do Nascimento não comenta escutas que envolvem Passos

Presidente do Supremo Tribunal de Justiça recusa comentar investigação que detectou conversas telefónicas entre primeiro-ministro e banqueiro
22 de Outubro de 2012 às 10:09
Passos Coelho mostrou-se "perplexo" com quebra do segredo de justiça
Passos Coelho mostrou-se 'perplexo' com quebra do segredo de justiça FOTO: EPA

O presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha do Nascimento, recusou esta segunda-feira, em declarações à agência Lusa, fazer qualquer comentário em relação às escutas que envolvem o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, no âmbito do processo "Monte Branco".

"Eu não me pronuncio sobre isso. Não digo literalmente nada. Vai-me desculpar. Como compreende, não digo", afirmou Noronha do Nascimento.

O presidente do Supremo Tribunal de Justiça falava à Lusa em Díli, à margem do nono Fórum dos Presidentes dos Supremos Tribunais de Justiça dos Países de Língua Portuguesa, que hoje começou.

No sábado, o semanário Expresso noticiou que o "ex-Procurador-Geral da República enviou escutas com Passos Coelho para o Supremo Tribunal de Justiça, no âmbito do processo 'Monte Branco'". Segundo aquele jornal, as escutas foram enviadas no dia 08 de Outubro e o pedido da sua validação não foi acompanhado de qualquer participação-crime.

O "processo 'Monte Branco' envolve quatro banqueiros portugueses e suíços, por suspeita de fraude fiscal e branqueamento de capitais". O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, manifestou-se "perplexo" com a notícia e preocupado com a quebra do segredo de Justiça. O primeiro-ministro disse ainda não ter nenhum receio de que as suas conversas venham a ser tornadas públicas,

escutas passos monte branco noronha nascimento
Ver comentários