Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Nova incompatibilidade ameaça Siza Vieira

Ministro da Economia pede escusa em matérias sobre associação dirigida pela mulher.
Salomé Pinto 20 de Outubro de 2018 às 06:00
O ministro Adjunto e da Economia, que tutela a área do Turismo, é casado com dirigente da Associação da Hotelaria
Pedro Siza Vieira, ministro da Economia
Pedro Siza Vieira
Pedro Siza Vieira
Pedro Siza Vieira
O ministro Adjunto e da Economia, que tutela a área do Turismo, é casado com dirigente da Associação da Hotelaria
Pedro Siza Vieira, ministro da Economia
Pedro Siza Vieira
Pedro Siza Vieira
Pedro Siza Vieira
O ministro Adjunto e da Economia, que tutela a área do Turismo, é casado com dirigente da Associação da Hotelaria
Pedro Siza Vieira, ministro da Economia
Pedro Siza Vieira
Pedro Siza Vieira
Pedro Siza Vieira
O ministro Adjunto e da Economia Pedro Siza Vieira, que tutela o Turismo, enfrenta mais uma potencial incompatibilidade. É casado com a presidente-executiva da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) Cristina Siza Vieira.

Questionado esta sexta-feira pelos jornalistas se irá atuar nesta área, Siza Vieira garantiu: "Se alguma vez uma questão tivesse que se colocar que dissesse respeito à associação em que a minha mulher trabalha, declarar-me-ia impedido de atuar."

De qualquer modo, para o ministro, "não existe incompatibilidade escrutinada na lei". A AHP esclareceu entretanto que "em nada depende do Governo" e rejeitou que tenha qualquer "limitação ou vantagem" do facto da sua presidente-executiva ser mulher do ministro.

Mas o presidente da Associação Transparência e Integridade, João Paulo Batalha, considera que "há um evidente conflito de interesses".

Depois de ter detido uma empresa e das ligações como advogado à China Three Gorges, este é o terceiro caso de incompatibilidade em cargos públicos de Siza Vieira desde que está no Governo.

O Tribunal Constitucional está a analisar um parecer do Ministério Público que o pode levar até à demissão.

Marido de Temido demite-se do Conselho de Saúde 
Jorge Simões, marido da ministra da Saúde Marta Temido, demitiu-se ontem do cargo de presidente do Conselho Nacional de Saúde, invocando "motivos pessoais".

O anúncio surge pouco depois do ministro Siza Vieira ter dito que vai pedir escusa em matérias relacionadas com a associação dirigida pela mulher e dias depois de Marta Temido ter tomado posse como ministra da Saúde.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)