Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Oficiais de Polícia manifestam "apreensão"

Sindicato diz que "a passagem deste ministro fica também associada à demissão incompreensível de um Diretor Nacional".
16 de Novembro de 2014 às 22:27
Agente da PSP
Agente da PSP FOTO: Nuno Fernandes Veiga

O Sindicato Nacional de Oficiais de Polícia (SNOP) manifestou este domingo "apreensão" em relação à demissão do ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, por acontecer num momento em que assuntos "de grande importância estavam em avançado estado de discussão".

Num comunicado divulgado este domingo, o SNOP "manifesta a sua especial apreensão pelo momento em que tal [a demissão do ministro da Administração Interna] ocorre, quando matérias de grande importância estavam em avançado estado de discussão". O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, anunciou hoje que pediu a demissão do Governo, que foi aceite pelo primeiro-ministro.

O SNOP espera que "a mudança de ministro não concorra para protelar, ainda mais, a aprovação de medidas essenciais e urgentes ao funcionamento da PSP, entre as quais se destaca claramente a aprovação do estatuto de pessoal". "Apesar de lhe dever ser reconhecido empenho na resolução de alguns dos principais problemas da PSP, incluindo o desbloqueamento das promoções, a verdade é que não conseguiu, em mais de dois anos, aprovar um estatuto de pessoal para os polícias, num processo que esteve sempre demasiado permeável a interferências externas", recordou o SNOP.

O Sindicato lembra ainda que "a passagem deste ministro fica também associada à demissão incompreensível de um Diretor Nacional, cujos reais contornos são ainda hoje desconhecidos". 

Ver comentários