Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

“Oh, comentador: e no seu tempo?”

A polémica em torno das faltas dos deputados está longe de ser encerrada no PSD. A situação motivou agora uma discussão entre dois antigos presidentes do partido. Marcelo Rebelo de Sousa condenou a ausência dos deputados na votação da Assembleia da República, especialmente de "figuras importantes do partido", e defendeu sanções para os faltosos. Santana Lopes não gostou do que ouviu e respondeu.
9 de Dezembro de 2008 às 00:30
Santana questiona Marcelo pelas faltas dadas na altura em que era líder
Santana questiona Marcelo pelas faltas dadas na altura em que era líder FOTO: D.R.

'Já agora, oh, comentador: está preocupado com as faltas dos deputados? Falou nas sanções dos tempos de Cavaco Silva... E no seu tempo? Quantas faltas houve? Não acontecia? E, já agora, quer ver as faltas na votação final do Orçamento de Estado? Falou de deputados com peso...', escreveu Santana Lopes no seu blogue pessoal.

O antigo líder do PSD reagia assim às declarações de Marcelo Rebelo de Sousa, anteontem à noite na RTP 1. O comentador, não só defendeu que os nomes dos faltosos deveriam ser revelados, como exigiu sanções. 'Tem de haver algum tipo de consequência. É muito grave o que aconteceu, desgasta a imagem do partido e da democracia', sublinhou Marcelo. Mas o ex-líder do PSD foi mais longe: 'Devíamos saber quem foram esses que partiram para umas férias prolongadas mais cedo. Alguns são figuras importantes do partido, com especiais responsabilidades, que são candidatos a isto e àquilo, com história no partido, e faltaram a uma votação.' Uma clara referência a Santana Lopes, que justificou a sua ausência com trabalho político.

A troca de acusações entre os dois ex-líderes vem aumentar a polémica em torno das faltas, que levou a distrital do Porto a pedir a demissão do líder parlamentar, Paulo Rangel. Este está em silêncio desde sexta-feira.

As declarações de Santana sobre o diferendo entre o PS e a Presidência da República com o Estatuto dos Açores também foram motivo de discórdia. Marcelo considerou uma 'tonteria absoluta' a ideia de que Cavaco Silva iria antecipar as eleições. Santana acusou o comentador de distorcer as suas declarações: 'Usou de extrema incorrecção intelectual.'

NOTAS

FERREIRA LEITE CONDENA

A presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, considerou 'inadmissível' a ausência de cerca de trinta deputados da sua bancada na votação da passada sexta-feira e exigiu explicações a Paulo Rangel.

FALTAS SEM CASTIGO

O regulamento interno do grupo parlamentar do PSD já não prevê multas para os deputados faltosos. Essa hipótese existiu e chegou a ser aplicada quando Duarte Lima era líder parlamentar.

 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)