Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Oposição exige mais explicações

PS, PCP e BE consideram a situação "grave" e acham que o primeiro-ministro deu "explicações esfarrapadas". PSD e CDS-PP em silêncio.
José Rodrigues e Pedro H. Gonçalves 2 de Março de 2015 às 07:55
Passos ficou "perplexo" por terem sido divulgados dados sigilosos sobre a sua carreira contributiva
Passos ficou 'perplexo' por terem sido divulgados dados sigilosos sobre a sua carreira contributiva FOTO: Reuters

A oposição em bloco exigiu ontem ao primeiro-ministro mais explicações sobre o caso das dívidas à Segurança Social. A maioria PSD e CDS mantém-se em silêncio, mas, sabe o CM, a situação é incómoda, até porque Passos Coelho manifestou "perplexidade" por terem sido divulgados dados pessoais e sigilosos sobre a sua carreira contributiva.

A Segurança Social não esclareceu o CM sobre se está a investigar o caso de violação de dados pessoais de Passos. Já as Finanças negam que tenha tido origem no Fisco. "A situação não se confirma", garante fonte oficial

O líder do PS ainda não se referiu publicamente ao assunto, mas a dirigente Ana Catarina Mendes exige uma "explicação cabal" ao primeiro-ministro. Catarina Martins, do BE, considera "grave que um primeiro- -ministro se esqueça de pagar à Segurança Social quando tantas pessoas vivem em dificuldade e não o podem fazer". Jorge Cordeiro, do PCP, diz que as explicações de Passos são "esfarrapadas". A Associação dos Precários Inflexíveis é firme: "Por que razão o primeiro-ministro não pagou as suas contribuições a tempo? Não sabia algo que qualquer recibo verde sabe?", afirma ao CM Tiago Gillot.

passos coelho oposição partidos explicações segurança social dívidas
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)