Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Orçamento é “verdadeiro massacre às famílias”

Os Verdes consideraram esta segunda-feira que o Orçamento para 2013 é um "massacre" às famílias e "o golpe de misericórdia" na economia e pedem aos portugueses que o "combatam na rua", apelando a participação na greve geral de 14 de Novembro.
15 de Outubro de 2012 às 20:56
José Luís Ferreira diz que Governo se mostra "incapaz de aprender com os erros"
José Luís Ferreira diz que Governo se mostra 'incapaz de aprender com os erros' FOTO: Miguel A. Lopes

A proposta de orçamento para o próximo ano hoje entregue no Parlamento pelo Governo é, para o deputado ecologista José Luís Ferreira, a confirmação daquilo que "os portugueses mais temiam", ou seja, "um verdadeiro massacre às famílias portuguesas" e "um golpe de misericórdia" na economia nacional.

"O Governo mostra-se incapaz de aprender com os erros", disse o deputado aos jornalistas no Parlamento, referindo os "efeitos recessivos da austeridade deste ano".

José Luís Ferreira lamentou assim que o Governo "insista na mesma receita de austeridade", afirmando que "pelos vistos só o Governo não compreende que a austeridade não é solução".

O deputado apontou ainda que o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, na semana passada disse que "havia espaço para mitigar os efeitos deste brutal aumento da carga fiscal", mas no documento hoje conhecido "essa mitigação não tem expressão", o Governo "deixa praticamente intocáveis os rendimentos do capital", as PPP têm uma "expresso mínima" e as "rendas excessivas" no sector da electricidade "nem sequer são referidas".

Os Verdes "comprometem-se", afirmou, a "combater" este orçamento a nível parlamentar "e esperam que os cidadãos também o combatam na rua, nomeadamente participando na greve geral convocada pela CGTP para 14 de Novembro".

orçamento estado os verdes josé luís ferreira parlamento greve geral finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)