Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Orçamento dos Açores aprovado com votos do PS

CDS-PP absteve-se, restante oposição votou contra.
28 de Novembro de 2014 às 09:00
Os maiores fluxos de deportações para os Açores aconteceram em 1999, 2006 e 2008
Os maiores fluxos de deportações para os Açores aconteceram em 1999, 2006 e 2008 FOTO: iStockphoto

O parlamento dos Açores aprovou esta sexta-feira o Orçamento da região para 2015, com os votos a favor do PS e a abstenção do CDS-PP, e o plano anual de investimento público, que os dois partidos votaram favoravelmente.

A restante oposição (que além do CDS, integra PSD, PPM, PCP e BE) votou contra o plano e contra o orçamento.

A votação dos documentos, no plenário da Assembleia Legislativa dos Açores, decorreu ao longo de sete horas, tendo terminado já depois das 06h00 locais (07h00) em Lisboa.

Durante a maratona de votações, a maioria socialista aprovou um total de 11 propostas do CDS-PP, o que levou os três deputados deste partido a votar favoravelmente o plano anual de investimento público e a abster-se em relação ao orçamento na votação final global.

A maioria PS aprovou, por proposta do CDS-PP, a criação de um apoio extraordinário aos doentes oncológicos que têm de se descolar ao continente para tratamentos, um "plano integrado de desenvolvimento das fajãs da ilha de São Jorge, verbas para a produção de mel de incenso e de óleos essenciais a partir da criptoméria, incenso e conteira e a criação da 'ROCTAMA - Rede de observação do clima terrestre e marítimo dos Açores'.

Ainda por iniciativa do CDS-PP, foram reforçadas as verbas destinadas aos cuidados paliativos, microcrédito, "valorização dos recursos geológicos" e ao apoio ao pagamento de propinas e previstas dotações para a aquicultura e transformação de pescado.

No final, numa declaração de voto, o líder do CDS-PP/Açores, Artur Lima, considerou que o partido conseguiu fazer aprovar um conjunto de propostas "muito válidas" que vão "beneficiar os açorianos".

Orçamento dos Açores
Ver comentários