Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

OS PRIMOS DE BENGUELA

Maria Alice queria explicar o grau de parentesco que a une ao primeiro-ministro português, mas o corpo a tremer de emoção tolhia-lhe a fala. Momentos depois do abraço a Durão Barroso e cantado o Hino Nacional, lá disse ser prima directa do pai do líder social-democrata, Luís Barroso.
29 de Outubro de 2003 às 00:00
Ontem, em Angola, na província de Benguela, Maria Alice Saraiva Cardoso Pires e o irmão José António tiveram a oportunidade de rever o primo em segundo grau, conhecido noutros tempos, "lá na casa de Almada", por "Zézinho, que era assim que lhe chamávamos".
O encontro familiar no consulado português de Benguela acabou por corroborar uma das teses defendidas por Durão Barroso desde que chegou domingo à noite a Angola: a importância dos afectos e dos relacionamentos familiares entre portugueses, angolanos e luso-angolanos como vector catalisador das relações entre os dois Estados. Se a exiguidade de tempo reservado pela agenda do protocolo lhe permitir, o primeiro-ministro poderá desembrulhar a lembrança de Maria Alice e José António. Poderá contemplar uma "fotografia muito antiga do pai quando era pequeno, tirada no Brasil, onde, de resto, nasceu, que é coisa que pouca gente sabe", contou a prima ao Correio da Manhã.
Benguela, outrora região que abastecia o país de cereais, é hoje uma chaga viva de pobreza, em resultado do abandono provocado pela guerra. Casas degradadas do tempo colonial convivem com outras habitações que exibem uma precariedade impressionante (caixas de blocos de barro com uma porta e duas pequenas janelas incrustradas em colinas, ladeadas por canais de esgotos a céu a aberto). À beira da estrada e da famosa linha de comboio de Benguela, as populações, sobretudo os jovens, concentram-se para vender tudo o que a terra dá (e até nem dá pouco) e todo o tipo de objectos que pode despertar a atenção.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)