Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Partidos estão disponíveis para discutir a regionalização nos próximos anos

Projeto está previsto na Constituição desde 1976, mas nunca avançou.
Lusa 15 de Janeiro de 2022 às 10:36
Parlamento
Parlamento FOTO: Mariline Alves
A generalidade dos partidos políticos com assento parlamentar está disponível para debater a regionalização e apenas o CDS-PP recusa expressamente a criação de regiões, segundo os programas com que se apresentam às legislativas antecipadas de 30 de janeiro.

A criação de regiões como um poder intermédio entre as administrações central e local está prevista na Constituição desde 1976, mas nunca avançou.

O processo está, desta vez, nas prioridades do PS, que no seu programa prevê, "de forma serena e responsável", reabrir "o debate em torno do processo de regionalização nos próximos dois anos, com o objetivo de realizar um novo referendo sobre o tema em 2024", tal como já vinha sendo defendido pelo secretário-geral do partido, António Costa.

política projeto regionalização constituição
Ver comentários