Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Passos Coelho escapa a derrota nos Açores

Mota Amaral isenta líder nacional e aponta erros do passado.
Cristina Rita 18 de Outubro de 2016 às 08:28
Passos Coelho
Passos Coelho FOTO: Mário Cruz/Lusa
O PSD/Açores perdeu um deputado e mais de 6700 votos face a 2012, com a 5ª maioria absoluta socialista nas eleições regionais dos Açores. Isto apesar de o PS de Vasco Cordeiro também ter perdido um mandato e mais de 9500 votos.

Contas feitas, o PSD assumiu que não via razões para festejar, mas, para o partido, Passos passa o teste de uma leitura nacional dos resultados. Não esteve presente na campanha, tal como António Costa.

Duarte Freitas, líder do PSD/ /Açores não deu sinais de vir a demitir-se, e o último presidente do Governo Regional dos Açores eleito pelo PSD, Mota Amaral, prefere não responder se Duarte Freitas tem condições para continuar. Ao CM, recusa ainda fazer uma leitura nacional dos resultados.

Mais: Mota Amaral lembra que, em 2012, a sucessão de Carlos César no PS açoriano "foi calma e serena" e tomou-se "a herança como boa". Ao contrário, em 1996, a estratégia no PSD foi outra: "Mudar. E o povo escolheu outros." A ex-líder do PSD/Açores Berta Cabral acrescenta que não há uma leitura nacional das regionais, "porque os eleitores sabem distinguir perfeitamente cada eleição".

No PSD nacional, será difícil encontrar quem aponte o dedo a Passos Coelho. "Nas eleições autárquicas se verá", diz ao CM uma fonte do PSD. Já o deputado Fernando Negrão (PSD) destacou a abstenção (59,16%).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)