Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Passos defende cimeiras baratas

O primeiro-ministro defendeu ontem que as cimeiras ibero-americanas devem ser mais baratas e passar de reuniões anuais para bianuais. Passos Coelho assumiu esta posição em Cádis, Espanha, onde decorreu a XXII Cimeira Ibero-Americana.
18 de Novembro de 2012 às 01:00
Passos Coelho e Cavaco Silva estiveram lado a lado na cimeira ibero-americana em Cádis, Espanha
Passos Coelho e Cavaco Silva estiveram lado a lado na cimeira ibero-americana em Cádis, Espanha FOTO: J. J. Guillen/Epa

"A arquitectura da comunidade ibero-americana tem-se revelado demasiado pesada e onerosa para os tempos de crise que vivemos, parecendo-nos, mais do que nunca, que se justifica a sua revisão, de modo a torná-la mais racional, moderna e adaptada à menor abundância de recursos disponíveis", afirmou Passos.

O tema não é novo, já foi colocado na cimeira de 2011, mas não passou da reflexão. Em causa está a repartição de custos das cimeiras entre os países da América Latina (30 por cento) e de Espanha e Portugal (70%).

No seu discurso, Passos sustentou ainda que o aprofundamento da parceria ibero-americana é uma necessidade que deve ser concretizada sem proteccionismo.

O Presidente da República, Cavaco Silva, por seu turno, argumentou que há oportunidades de comércio e investimento entre Portugal e a América Latina por aproveitar e que é preciso dar um "impulso reforçado" a essas relações económicas.

PASSOS COELHO CAVACO SILVA CIMEIRA IBERO-AMERICANA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)