Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Paulo Portas: "Ser deputado da maioria não é cómodo nem é fácil"

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, saudou nesta sexta-feira os deputados do PSD e do CDS-PP, defendendo a importância de manterem a identidade de cada partido e a "resiliência de todos a bem do País".
26 de Outubro de 2012 às 19:30
Portas participou na sessão de abertura das primeiras jornadas parlamentares conjuntas do PSD e CDS
Portas participou na sessão de abertura das primeiras jornadas parlamentares conjuntas do PSD e CDS FOTO: Tiago Sousa Dias

"Ser deputado da maioria em tempos de emergência nacional não é cómodo nem é fácil, mas é precisamente porque são tempos de emergência nacional que é necessário e importante. É tão necessário e importante garantir a identidade de cada um como a resiliência de todos a bem do país", afirmou Paulo Portas.

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e presidente do CDS-PP falava na sala do Senado da Assembleia da República, na abertura das jornadas parlamentares do PSD e CDS-PP, as primeiras que se realizam em conjunto entre os dois partidos.

LUÍS MONTENEGRO ELOGIA PARCEIRO DA COLIGAÇÃO

Antes disso, o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, elogiou o trabalho de Paulo Portas como ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, considerando que tem contribuído para o "comportamento extraordinário" das exportações portuguesas.

Luís Montenegro sustentou que os 132 deputados da maioria têm diariamente colocado o interesse nacional em primeiro lugar e elogiou o líder da bancada centrista, Nuno Magalhães, apontando-o como "um exemplo vivo da nobreza do exercício da função parlamentar".

Paulo Portas CDS PSD Jornadas parlamentares Maioria Deputados
Ver comentários