Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

PCP reúne esta terça-feira Comité Central para analisar situação do país e pior resultado desde 1976

As conclusões serão apresentadas por Jerónimo de Sousa.
Lusa 1 de Fevereiro de 2022 às 07:29
Jerónimo de Sousa
Jerónimo de Sousa FOTO: Lusa
O PCP vai reunir esta terça-feira o Comité Central para analisar o panorama político-social do país depois das eleições legislativas de domingo e o resultado da CDU, que foi o pior desde 1976.

De acordo com a informação disponibilizada pelo partido na segunda-feira, não há uma hora prevista para o início da reunião, mas a apresentação das conclusões está prevista para quarta-feira, às 11h00, na sede do PCP, na Rua Soeiro Pereira Gomes, em Lisboa.

As conclusões serão apresentadas pelo secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa.

No domingo, o líder comunista reconheceu que houve uma "perda significativa" de deputados da Coligação Democrática Unitária (CDU), que levou inclusive à perda da representação parlamentar do PEV.

Jerónimo de Sousa também assumiu que o resultado não correspondia aquilo que considerou ser o trabalho da coligação junto dos portugueses.

Já sobre a maioria absoluta do PS, o secretário-geral comunista sustentou que foi fruto de uma "extrema promoção da bipolarização" e que foi "uma viragem" naquilo que considerou serem avanços nos direitos dos trabalhadores.

O futuro grupo parlamentar do PCP passa a ser constituído por Jerónimo de Sousa e Alma Rivera, eleitos pelo círculo de Lisboa, Paula Santos e Bruno Dias (Setúbal), Bruno Dias (Beja) e Diana Ferreira (Porto).

De fora ficaram, em relação à última legislatura os 'pesos pesados' João Oliveira, deputado desde 2005 e líder parlamentar desde 2013, mas que não conseguiu a reeleição por Évora, e o histórico dirigente comunista António Filipe, que falhou a eleição por Santarém.

Também Duarte Alves, 'número três' por Lisboa, deixa o parlamento, assim como Ana Mesquita, que tinha sido eleita em 2019 pelo Porto.

PCP Porto Comité Central CDU Lisboa Jerónimo de Sousa política partidos e movimentos
Ver comentários
}