Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

PCP vota contra Orçamento

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP), Jerónimo de Sousa, anunciou esta sexta-feira que os comunistas vão votar contra o Orçamento do Estado (OE) para 2006, argumentando que a proposta do Governo vai penalizar os trabalhadores e a área social.
4 de Novembro de 2005 às 17:21
"Vamos votar contra esta proposta, sem dúvida", afirmou Jerónimo de Sousa, em declarações aos jornalistas no final da abertura das jornadas parlamentar es do PCP, que decorreu na Biblioteca Municipal D. Dinis, em Odivelas.
O líder do PCP argumentou que a proposta do Governo continua a "obsessão pelo défice" e "não vai resolver os problemas sociais" e continua a "penalizar
os trabalhadores". No seu discurso, Jerónimo de Sousa afirmou que o OE "não cumpre a Lei d as Finanças Locais, preferindo engordar o saco azul de distribuição arbitrária".
Jerónimo de Sousa anunciou ainda que o PCP vai apresentar várias propostas de alteração ao OE para 2006. Uma das propostas, disse, pretende aumentar o abono de família e a bonificação por deficiência para "que a prestação se equipare ao nível de poder de compra a que correspondia em 1974", prevendo um "aumento médio de 12 por cento na s prestações referentes a crianças com menos de um ano, e de 21 por cento em relação às restantes".
Ver comentários