Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Pesos pesados em disputa

Nos concelhos algarvios de Faro e Tavira prevêem-se lutas renhidas para a conquista da cadeira presidencial nas próximas autárquicas. Tanto José Vitorino como Macário Correia, dois ‘pesos pesados’ da política regional que se recandidatam pelo PSD em Faro e Tavira, apostam no trabalho desenvolvido durante o último mandato, à frente das respectivas câmaras, para a continuidade nos cargos que actualmente desempenham.
31 de Maio de 2005 às 00:00
Os dois candidatos vão sublinhar, durante a campanha eleitoral, o desenvolvimento que as duas cidades alcançaram desde que lideram os seus destinos, referindo que essa é a melhor forma de fazer campanha: mostrar o trabalho feito e os grandes projectos em curso, que não se esgotam nos actuais mandatos.
Em Faro, José Vitorino, apesar de ainda não querer falar como candidato, defende a aposta na área social, referindo, por exemplo, a luta contra a toxicodependência. Estão também em curso contactos para a localização no centro da cidade da Loja do Cidadão e a construção de uma nova ponte para a ilha de Faro. A ‘revolução’ feita nas águas e esgotos é para continuar, promete José Vitorino, que também defende a continuação da aposta em parques infantis e polidesportivos, assim como na juventude, cultura e requalificação urbana.
Em Tavira, Macário Correia aposta no estímulo ao investimento privado, com a criação de parques empresariais que permitirão criar centenas de postos de trabalho. A cultura e o saneamento básico são também prioridades. “Temos em curso a maior obra de saneamento básico jamais realizada e a qual deve ter a sua plena execução durante os próximos dois anos”, frisa Macário Correia. Que acrescenta: “O ritmo de investimento no concelho nestes sete anos foi o dobro dos sete anteriores.”
VITORINO E APOLINÁRIO
A luta autárquica prevê-se renhida em Faro. De um lado está José Vitorino, o actual autarca, independente eleito com o apoio do PSD, que se recandidata para dar continuidade ao trabalho desenvolvido neste mandato, já que diz não ser possível desenvolver todo o projecto em quatro anos. Do outro, está o socialista José Apolinário, ex-secretário de Estado das Pescas. Este candidato quer que Faro passe a ter uma dinâmica europeia e diz apresentar um projecto que vai de encontro aos anseios dos farenses e das preocupações sociais.
TAVIRA AOS TAVIRENSES
Em Tavira, a luta pela cadeira presidencial deverá ser também fortemente disputada. Macário Correia, do PSD, concorre a um terceiro mandato, enquanto pelo PS Fialho Anastácio, ex-governador civil de Faro e que já desempenhou o cargo de presidente daquela autarquia durante 12 anos, volta à luta. Macário diz que a melhor campanha é o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos sete anos em prol da população, enquanto Fialho quer “devolver Tavira aos tavirenses”. E admite que a campanha vai ser “dura, interventiva, de grande combate político”. O candidato do PS aposta no contacto com a população e na ligação do concelho ao mar e ao desporto. E quer ali criar cursos universitários.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)