Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Políticos não sabem fazer contas

Medina Carreira defendeu ontem a redução das prestações sociais e das despesas de pessoal nos próximos dez anos. O fiscalista, que já esteve ligado ao PS, foi convidado para um almoço-debate do CDS em Lisboa, onde assinalou que “um dos grandes vícios da vida económica e financeira é o curtíssimo prazo”, criticando os políticos pela falta de políticas de longo prazo, a quem acusou “não sabem fazer contas”.
17 de Outubro de 2006 às 00:00
 Medina Carreira esteve presente no almoço do CDS-PP para debater o Orçamento de Estado
Medina Carreira esteve presente no almoço do CDS-PP para debater o Orçamento de Estado FOTO: Arquivo CM
“O Orçamento de Estado não é relativamente importante se não for introduzido numa lógica de passado-presente” afirmou Medina Carreira, explicando a sua posição pela necessidade de analisar os últimos dez anos para prever os próximos dez. O crescimento da despesa pública foi o único ponto do Orçamento ontem apresentado pelo Governo que mereceu destaque, considerando que esse crescimento não deve ser superior a 3% face ao ano de 2006.
A redução da despesa deve ser feita em todos os sectores, pois mexer só nas despesas de pessoal e nas pensões “será como cortar nas despesas domésticas poupando apenas no sal, no vinagre e no papel higiénico”, comparou Medina Carreira. O congelamento dos aumentos salariais da administração pública ou a sua fixação num máximo de 1,5% anual até 2010 foi outra ideia avançada para reduzir a despesa pública.
O Estado Social foi também alvo da análise de Medina Carreira, considerando que o modelo “tem que ser repensado” para ser “melhor para quem precisa e muito pior para quem não precisa”.
Ribeiro e Castro falou aos presentes para anunciar que a posição do CDS quanto ao Orçamento ainda não se encontra definida. E apresentou as condições para o voto a favor: redução efectiva da despesa pública e consolidação orçamental também por esta via, redução da carga fiscal ou criação de condições, bom acolhimento do Governo da reforma da Segurança Social elaborada pelo CDS.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)