Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

PORTAS DISPONÍVEL PARA DEPOR EM MONSANTO

O pedido do Tribunal de Monsanto para que Paulo Portas deponha presencialmente como testemunha no julgamento do caso Moderna não surpreendeu o ministro de Estado e da Defesa, que afirma estar disponível para o fazer.
30 de Maio de 2003 às 15:42
Portas, que falava à margem de uma visita ao Arquivo Geral do Exército, disse ter manifestado a sua disponibilidade para se deslocar ao tribunal e prestar esclarecimentos sobre o processo da Moderna por carta enviada a 18 de Setembro de 2002.
Escusando-se a comentar as declarações que vieram a público nos últimos dias sobre o caso, o ministro salientou que a justiça tem lugar “na sala de audiências e não na comunicação social ou no Parlamento".
Paulo Portas deverá depor no Tribunal de Monsanto no próximo dia 9 de Junho, aguardando ainda a autorização do Conselho de Estado, de que é membro. O ministro da defesa já essa permissão.
Trata-se da primeira vez que Paulo Portas - que foi gerente da empresa de sondagens Amostra, ligada à Universidade Moderna – vai prestar declarações em Tribunal, no âmbito do Caso Moderna, presencialmente. O ministro já prestou, por duas vezes, testemunho por escrito ao tribunal, mas os juizes consideraram necessária a sua presença na sala de audiências.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)