Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Portas quer chegar a 14%

No dia em que foi recebido pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Rio (PSD), o líder do CDS-PP, Paulo Portas, elevou a fasquia eleitoral. O crescimento centrista só começa "a partir dos 14%", pediu Portas num périplo pelo distrito do Porto.

26 de Maio de 2011 às 00:30
Líder do CDS-PP, Paulo Portas, reuniu-se com autarca do Porto, Rui Rio, tal como nas Legislativas em 2009
Líder do CDS-PP, Paulo Portas, reuniu-se com autarca do Porto, Rui Rio, tal como nas Legislativas em 2009 FOTO: Estela Silva/Lusa

Com o encontro na Câmara do Porto acertado noite dentro, na terça-feira, Portas destacou o "exemplo positivo" de uma coligação (PSD/CDS), onde cada partido mantém a "identidade" e a "despesa está controlada".

Já Rui Rio destacou uma coligação autárquica que funciona bem há nove anos, mas escusou-se a comentar as críticas de colegas do partido a Portas. Quanto à sua entrada na campanha do PSD, disse: "Esta semana acho que não consigo na agenda acertar isso, mas na próxima semana, seguramente."

Sinal de algum desconforto do lado ‘laranja', foi a resposta de Passos Coelho ao encontro. Primeiro, considerou-o "muito natural", mas, depois lembrou que só vai a câmaras para as quais recebe convites. Não manda cartas a pedir de "uma forma que parecesse espontânea" para lá ir. Em dia de muitos contactos, Portas ainda ouviu uma sugestão: uma coligação com Pinto de Costa.

Paulo Portas Legislativa Coligação Rui Rio Eleições Coligação com o PSD
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)