Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Portucale: Adiada leitura da sentença

A leitura do acórdão do julgamento do caso Portucale, que remonta a 2005, foi adiada esta quarta-feira da manhã para o próximo dia 27 de Janeiro.
21 de Dezembro de 2011 às 13:01
Abel Pinheiro, ex-dirigente do CDS
Abel Pinheiro, ex-dirigente do CDS FOTO: Bruno Colaço

A leitura da sentença do caso Portucale foi adiada para 27 de Janeiro, depois do colectivo de juízes liderado por Laura Maurício terem introduzido alterações aos factos. Em consequência, a juíza deu 20 dias à defesa dos arguidos para contestar estas alterações, que os advogados consideram ser substanciais. O Ministério Público, por seu lado, considera que as alterações não são substanciais.

O caso Portucale, relacionado com o abate de sobreiros numa herdade em Benavente, pra a construção de um empreendimento, tem como principal arguido o ex-dirigente do CDS-PP, Abel Pinheiro. Nas alegações finais, o Ministério Público deu como não provado o crime de tráfico de influências, mas pediu a sua condenação por falsificação de documentos.

Esta manhã, à entrada para a sessão, Abel Pinheiro manifestou-se esperançado na absolvição.

No total, o Ministério Público pediu a condenação de seis dos 11 arguidos.

 

 

Portucale CDS Julgamento Processo Abate de Sobreiros
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)