Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Portugal quer resolver venda de armas à China

O embaixador de Portugal em Pequim, Rui Quartin Santos, afirmou ontem que a visita de José Sócrates à China, em Janeiro, foi “uma oportunidade para relançar as relações bilaterais” entre os dois países.
26 de Março de 2007 às 00:00
Neste sentido, o representante português adiantou que Portugal quer fazer os possíveis para resolver a questão do embargo da venda de armas europeias à China e destacou a discussão da atribuição do estatuto de mercado à China como uma das prioridades da presidência portuguesa da União Europeia, que decorre ao longo de todo o segundo semestre de 2007.
“São assuntos que estarão na nossa agenda e sobre os quais detectamos um interesse constante e acentuado da parte chinesa”, disse, confidenciando que os dois temas foram levantados pelas autoridades chinesas ao primeiro--ministro português por ocasião da sua visita àquele país no início do ano.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)