Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Presidente da República diz que não pode haver privilegiados ou desfavorecidos na justiça

Marcelo afirma que condição económica e social, ou o percurso da pessoa não podem entrar na equação.
Lusa 16 de Janeiro de 2019 às 19:33
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, classificou esta quarta-feira como fundamental que "não haja privilegiados ou desfavorecidos" aos olhos da justiça, apontando que a condição económica e social, ou o percurso da pessoa não podem entrar na equação.

"É fundamental que os portugueses percebam que a justiça, para ser justa, além de rápida, tem de ser uma justiça que não diferencie pessoas e estatutos, não haja privilegiados e não haja desfavorecidos, não olhe para a condição económica, social, percurso, importância passada ou presente, ou potencialmente futura", declarou Marcelo Rebelo de Sousa.

Para o chefe de Estado, esta justiça "é fundamental" no Estado de direito democrático.

Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa chefe de Estado política orçamento do estado e impostos
Ver comentários