Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

PR: em tempo eleitoral os chefes de Estado não vão ao 5 de outubro

Na quinta-feira foi anunciada a decisão do Presidente de não comparecer na cerimónia.
4 de Outubro de 2015 às 14:50
Cavaco Silva no agrupamento de Escolas Padre Bartolomeu de Gusmão, em Lisboa
Cavaco Silva no agrupamento de Escolas Padre Bartolomeu de Gusmão, em Lisboa FOTO: Mário Cruz/Lusa

O Presidente da República desvalorizou este domingo as críticas à sua ausência nas comemorações do 05 de Outubro, lembrando que essa tem sido sempre a conduta dos chefes de Estado quando a Implantação da República "calha em tempo eleitoral".

"Os Presidentes da República não vão às cerimónias do 05 de Outubro quando calha em tempo eleitoral, foi assim com os meus antecessores, é assim comigo", afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, em declarações aos jornalistas depois de ter votado, numa escola em Lisboa.


Questionado sobre as críticas que têm sido feitas à sua decisão de não estar presente na cerimónia de comemoração do 05 de Outubro na câmara de Lisboa, Cavaco Silva lembrou que não só os seus antecessores, como ele próprio já tiveram decisão idêntica anteriormente.


"Os Presidentes da República não costumam ir em tempo eleitoral à câmara municipal no dia 5, foi assim com os meus antecessores, foi assim comigo noutra ocasião e será assim comigo amanhã [segunda-feira]", insistiu.

Na quinta-feira, fonte oficial de Belém justificou à Lusa a decisão do Presidente de não comparecer na cerimónia de comemoração do 05 de Outubro, que tradicionalmente decorre nos Paços do Concelho, com a necessidade de Cavaco Silva "se concentrar na reflexão sobre as decisões que terá de tomar" nos dias seguintes, numa referência ao pós-eleições.

Presidente da República 5 de Outubro Aníbal Cavaco Silva chefes de estado Belém eleições
Ver comentários