Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

PR promulga diploma para acelerar recrutamento de médicos

Governo já tinha aprovado um regime especial e transitório para a contratação de médicos especialistas.
4 de Junho de 2016 às 00:04
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa FOTO: José Coelho/Lusa
O Presidente da República promulgou o diploma que visa acelerar o recrutamento de médicos para o Serviço Nacional de Saúde (SNS), conforme nota colocada esta sexta-feira no seu sítio na internet.

"Atendendo à situação excecional em causa, que justifica afastamento da preocupação genérica com o aumento dos efetivos na Administração Pública perante a conjuntura vivida, o Presidente da República promulgou o Decreto-Lei que estabelece um regime especial e transitório para admissão de pessoal médico, na categoria de assistente, da carreira especial médica das entidades públicas empresariais integradas no Serviço Nacional de Saúde", argumentou-se naquela nota dos serviços de Marcelo Rebelo de Sousa.

O Governo tinha aprovado, no Conselho de Ministros de 20 de maio último, um regime especial e transitório para a contratação de médicos especialistas, com o objetivo de dar resposta imediata à escassez destes profissionais em Portugal.

O Conselho de Ministros estabeleceu este regime para admissão de médicos assistentes, da carreira especial médica e da carreira médica das entidades públicas empresariais integradas no Serviço Nacional de Saúde (SNS), para colmatar a ausência de um número suficiente de profissionais para dar resposta às necessidades da população.

Segundo o comunicado da Presidência do Conselho de Ministros, os concursos de recrutamento para os postos de trabalho de pessoal médico não se adequam à contratação destes "profissionais altamente diferenciados, com a celeridade que as necessidades das populações exigem".

Por isso, o Governo considerou importante estabelecer um regime que permita a suficiente agilidade na admissão de médicos especialistas, que já tenham o internato médico, mas que não tenham vínculo às instituições de saúde públicas.

"A aprovação deste regime pretende dar resposta à escassez de médicos em Portugal e garantir o acesso a cuidados de saúde de qualidade a todos utentes do SNS", segundo o comunicado do Conselho de Ministros, onde se acrescentou que esta medida "vai no sentido da defesa do SNS, estabelecida como prioridade do XXI Governo Constitucional".
Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa Serviço Nacional de Saúde SNS contratação médicos saúde
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)