Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Ana Gomes ataca PS: "Lamento profundamente a não comparência do meu partido às eleições"

"Se eu não estivesse estado nesta luta estariamos a lamentar a progressão da extrema direita", disse a candidata.
Cátia Pereira de Sá 24 de Janeiro de 2021 às 23:23
Eleições presidenciais 2021
Eleições presidenciais 2021 FOTO: Pedro Ferreira
A candidata presidencial Ana Gomes assumiu ter falhado hoje o objetivo de uma segunda volta nas presidenciais, mas diz ter cumprido o "objetivo patriótico" de impedir que a ultra direita assumisse uma posição de "possível alternativa".

A candidata presidencial felicitou Marcelo Rebelo de Sousa pela vitória nas eleições presidenciais de 2021 e agradeceu aos mais de meio milhão de cidadãos que votou em Ana Gomes e aos partidos que a apoiaram. 

Ana Gomes atacou no entanto o seu partido, lamentando a sua ausência nestas presidenciais. "Lamento profundamente a não comparência do meu partido às eleições", disse, referindo-se ao Partido Socialista. 

"Se eu não tivesse estado nesta disputa, estaríamos hoje a lamentar ainda mais a progressão da extrema-direita", afirmou Ana Gomes, em declarações aos jornalistas, no final da noite eleitoral.

"Um elevado nível de abstenções não se devem apenas às restriçõs da pandemia", sublinhou.

"Sei lá se estou viva daqui a cinco anos", Ana Gomes não descarta a possibilidade de concorrer às eleições daqui a cinco anos.
Ana Gomes Marcelo Rebelo de Sousa política refugiados
Ver comentários