Pressão sobre ADSE prejudica 435 mil pessoas

Grupo Luz Saúde denuncia convenção e Grupo José de Mello Saúde suspende acordo.
Por Beatriz Ferreira e Diana Ramos|13.02.19
  • partilhe
  • 0
  • +
Cerca de 435 mil beneficiários da ADSE que utilizam os hospitais dos grupos Luz Saúde e José de Mello Saúde – Hospital da Luz e unidades da CUF – arriscam ser penalizados na guerra travada entre dois dos maiores prestadores privados de saúde e a ADSE.

A Luz Saúde denunciou a convenção com efeitos a partir de 15 de abril e a José de Mello Saúde suspendeu com efeitos a partir de 12 de abril.

"Apesar de todos os nossos esforços no sentido de o evitar, informamos que os hospitais e clínicas da rede Hospital da Luz se veem obrigados, a partir de 15 de abril, a deixar de prestar os serviços ao abrigo das convenções celebradas com a ADSE", lê-se no comunicado da Luz Saúde.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!