Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Preto julgado hoje por fraude fiscal qualificada

António Preto começa hoje a ser julgado nas varas criminais de Lisboa pelos crimes de fraude fiscal qualificada e falsificação de documento. O deputado do PSD é acusado de ter recebido 150 mil euros dos empresários da construção civil Virgílio Sobral e Jorge Silvério, na campanha eleitoral para a Distrital do PSD-Lisboa, em 2002.
27 de Outubro de 2009 às 00:30
Deputado do PSD é acusado também de ter falsificado documentos
Deputado do PSD é acusado também de ter falsificado documentos FOTO: José Barradas

O processo em causa ficou conhecido como o ‘caso da mala’, uma vez que o dinheiro terá sido entregue em malas e envelopes. António Preto já alegou que aquela verba era relativa a pagamentos por serviços de advocacia, mas o contrato de prestação de serviço terá sido assinado após a entrega do dinheiro e da emissão dos recibos verdes.

A inclusão de António Preto na lista de deputados do PSD em Lisboa causou grande polémica durante a campanha eleitoral.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)