Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Primeiro-ministro faz aviso no Facebook

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, assumiu neste domingo que os sacrifícios exigidos aos portugueses não serão suaves nem os resultados serão rápidos, numa mensagem deixada no Facebook antes de ir de férias com a família.
7 de Agosto de 2011 às 21:04
 Pedro Passos Coelho alerta para o "enorme trabalho" que há pela frente e "ao qual todos os portugueses são chamados"
Pedro Passos Coelho alerta para o 'enorme trabalho' que há pela frente e 'ao qual todos os portugueses são chamados' FOTO: Lusa

Na sua página da rede social Facebook, o governante deixou uma mensagem escrita, na qual começa por lembrar os portugueses de que a actual "agenda exigente" é imposta pela necessidade de cumprir acordos internacionais e pelos prazos rigorosos que o próprio Governo se impôs.  

"O nosso ponto de partida é extremamente débil" e a "instabilidade no sistema Financeiro Europeu e Americano são travões para um percurso já de si cheio de sacrifícios", explica logo de seguida.  

É nesse sentido que Pedro Passos Coelho alerta para o "enorme trabalho" que há pela frente e "ao qual todos os portugueses são chamados".  

Contudo, o responsável faz questão de sublinhar o compromisso que tem com o País de "nunca ocultar a realidade", para que "todos compreendam as razões e os objectivos deste grande esforço colectivo", e de prestar contas do dinheiro gerido.  

Por isso, o primeiro-ministro afirma que não se compromete "com resultados rápidos nem com sacrifícios suaves", porque isso "não seria realista".  

Na sua página do Facebook, da qual mais de 58 mil pessoas afirmam "gostar", termina a mensagem com um tom mais pessoal, dando conta de que vai de férias com a família para recuperar o seu papel de "marido e pai".  

facebook passos coelho governo sacrifícios psd
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)