Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Programa do Chega com metade das páginas e partido rejeita ser apelidado de "extremista"

Objetivo é adequar o programa político do Chega "aos desafios do seu crescimento e expressão nacional".
Lusa 1 de Julho de 2021 às 16:33
André Ventura
André Ventura FOTO: Lusa
O Conselho Nacional do Chega vai debater na sexta-feira e no sábado sobre o novo programa político do partido, e a proposta da direção diminui o documento para metade e rejeita a conotação de "extremista".

A proposta base que a liderança vai apresentar ao órgão máximo do Chega entre congressos, e à qual a agência Lusa teve acesso, tem 25 páginas, face às 60 do documento que vigora desde a fundação do partido, em 2019.

No preâmbulo, é referido que o objetivo é adequar o programa político do Chega "aos desafios do seu crescimento e expressão nacional" sendo que a direção considera que, "na nova etapa, é fundamental fazer sobressair a substância da matriz política originária do partido Chega, de modo a reforçar a função agregadora do texto programático".

Conselho Nacional do Chega política partidos e movimentos
Ver comentários