Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Prometo

Santana Lopes promete criar 17 mil estágios remunerados em 2005
17 de Fevereiro de 2005 às 00:21
ACREDITO
José António Silva, Conf. do Comércio e Serviços de Portugal
“Acredito que os estímulos ao emprego possam ser dados este ano mas isso depende muito da força dos próprios incentivos para que haja uma resposta do sector privado. É uma promessa importante mas não tenho a certeza de que as empresas reajam de forma positiva, pois os estímulos poderão não ser suficientemente fortes nem adequados às necessidades do mercado. É que, mesmo que haja estímulo e incentivo, não faz qualquer sentido criar um posto de trabalho onde ele não faz falta. Mas mesmo assim considero que é positiva a intenção de se criarem incentivos ao emprego no sector privado.
NÃO ACREDITO
Manuel Graça, Sindicato do Calçado de Aveiro e Coimbra
“O actual estado da economia portuguesa, a recessão, não permite a criação de tantos postos de trabalho. É preciso uma mudança de políticas, caso contrário, não haverá condições para isso. Nos últimos anos temos vindo a perder muitos postos de trabalho e se continuar a existir o mesmo nível político, será impossível concretizar essa promessa, já que não houve criação de emprego. Só depois das eleições e só com uma mudança haverá condições para implementar um programa de qualificação, não apenas no sector do calçado, que represento, mas sim em todos os sectores de actividade.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)