Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

“Próxima campanha será feita em circunstâncias difíceis”

O líder parlamentar do PS, Francisco Assis, assumiu esta quarta-feira que a próxima campanha eleitoral será travada em circunstâncias difíceis face à actual situação do País, o que exigirá mais dos candidatos.
20 de Abril de 2011 às 21:16
"É evidente que há insatisfação na sociedade portuguesa e este partido tem de respeitar e compreender esse sentimento", disse Assis
'É evidente que há insatisfação na sociedade portuguesa e este partido tem de respeitar e compreender esse sentimento', disse Assis FOTO: Lusa

"Acho que é uma campanha feita numa circunstância difícil, que provavelmente exigirá mais dos candidatos. Cá estaremos para isso", declarou Francisco  Assis.  

Francisco Assis falava aos jornalistas a meio da reunião da Comissão Política Nacional do PS, depois de ter sido confrontado pelos jornalistas com o facto de vários populares que passavam nas imediações da sede deste partido, no Largo do Rato, terem proferido insultos pela presença do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Portugal.  

Segundo o líder parlamentar do PS, "é evidente que há insatisfação na sociedade portuguesa e este partido tem de respeitar e compreender esse sentimento".  

"O PS tem de ouvir as pessoas e explicar os seus pontos de vista. Não devemos ter arrogância na relação com as pessoas, nem nos devemos resignar a ouvir tudo o que elas dizem, expondo como pode o País sair destas dificuldades", respondeu Francisco Assis.  

ps francisco assis legislativas eleições
Ver comentários