Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

PS diz honrar todos os seus compromissos financeiros

Socialistas dizem que "uma situação financeira complexa" é diferente de "falência".
2 de Setembro de 2016 às 12:39
O secretário-geral do Partido Socialista, António Costa, acompanhado pelo presidente do partido Carlos César
O secretário-geral do Partido Socialista, António Costa, acompanhado pelo presidente do partido Carlos César FOTO: Eduardo Costa/Lusa
O PS informou esta sexta-feira que iniciou "um processo de amortização" da sua dívida, que está a ser "negociado com as instituições de crédito" e "permitirá uma redução sustentada do seu endividamento".

"O PS está a honrar, em plenitude, os seus compromissos financeiros e iniciou mesmo, no ano corrente, um processo de amortização de dívida negociado com as instituições de crédito que permitirá uma redução sustentada do seu endividamento", sublinha um comunicado da Comissão Permanente dos socialistas colocado na rede social Facebook.

O Jornal de Notícias noticia, na sua edição de hoje, que o PS está "em falência", com "um passivo de 21 milhões de euros", tendo deixado de financiar atividades das suas comissões concelhias e sido obrigado a pedir aos líderes locais que assumam o pagamento de despesas, como a água ou a luz.

No comunicado, o PS salienta que "há uma enorme diferença entre uma situação financeira complexa e uma falência", garantindo que está a honrar os seus compromissos financeiros.

Quanto ao facto de pedir dinheiro aos seus dirigentes e militantes, a Comissão Permanente dos socialistas recorda que "um partido vive da solidariedade e do trabalho generoso dos seus militantes, pois mais não é que expressão desse coletivo".

"Mal seria que o PS não contasse, como conta e sempre contou, com o apoio dos seus dirigentes e militantes, tanto para o trabalho político como para os aspetos das despesas operacionais correntes", assinala o texto.

O PS garante ainda que, este ano, "a Sede Nacional transferiu a receita das quotas recebidas para as Federações distritais, estruturas a quem cabe depois gerir essas verbas conjuntamente com as estruturas locais, processo que decorre com toda a normalidade".
PS Comissão Permanente política falência militantes dinheiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)