Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

PS GARANTE ESTABILIDADE

Os deputados socialistas reunidos ontem em Évora acusaram o Governo de falta de atitude e de estratégia nos primeiros três meses de governação. Mesmo assim, garantiram que para bem do País irão criar condições de estabilidade política no próximo debate de terça-feira sobre o Estado da Nação.
5 de Julho de 2002 às 22:01
Na abertura das Jornadas Parlamentares do PS, - que começaram ao final da tarde de ontem no Palácio D. Manuel, em Évora, e terminam hoje, pelas 18 horas, com uma intervenção do secretário-geral do partido, Ferro Rodrigues -, o líder da bancada parlamentar socialista, António Costa, referiu que apesar do "clima de instabilidade da coligação frágil e de conveniência" do actual Governo ao longo do último trimestre, o PS irá dar terça-feira "um contributo decisivo para ajudar este Governo a governar, uma vez que o interesse nacional exige estabilidade política".

Em jeito de balanço, António Costa não deixou de mencionar os vários erros da governação PSD/PP e de sublinhar a pouca produtividade governativa durante o referido período.

"O primeiro-ministro veio dizer que em três meses fez mais do que três anos de PS. Só ser for na arrogância, nos conflitos institucionais e na deteriorização da oposição", referiu, salientando, em seguida, que: "Esta maioria, ainda é pior do que o cavaquismo. Nessa altura, havia pelo menos uma estratégia para o País".

Perante os deputados socialistas, o líder da bancada rosa acrescentou que o País está "numa enorme depressão" e que não existem "objectivos estabilizadores" para alterar o rumo dos acontecimentos.

"O programa do Governo foi o primeiro erro. Era um mero plano de actividades das finanças até ao final do ano. Neste plano, até o primeiro--ministro era ajudante da ministra Manuela Ferreira Leite. O segundo erro prende-se com a falta de credibilidade da nova maioria e o terceiro com as sucessivas mentiras e permanentes contradições. Todos eles pagam-se caro", avisou.

Após o discurso do líder da bancada rosa, os deputados Jaime Gama e João Cravinho continuaram a debater os problemas do País e da actual governação.

Depois, seguiu-se um jantar na Herdade do Esporão, perto de Reguengos de Monsaraz, com a presença de quase todos os deputados.

Os trabalhos continuam na manhã de hoje, mas só no final da tarde terá lugar o momento mais esperado das jornadas com o discurso de Ferro Rodrigues.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)