Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

PS-M acusa CNE de cruzar os braços

O candidato do PS-M à presidência do governo regional da Madeira acusou esta sexta-feira a Comissão Nacional de Eleições de “estar a assistir de braços cruzados” aos atentados à legalidade nas eleições na Madeira.
4 de Maio de 2007 às 15:49
Jacinto Serrão acusa órgãos do Estado de inércia
Jacinto Serrão acusa órgãos do Estado de inércia FOTO: Homem de Gouveia/Lusa
No último dia de campanha, Jacinto Serrão elegeu os mercados da Penteada e dos Lavradores, no Funchal, para estar em contacto com a população. O líder socialista considerou que “os órgãos de Estado estão pura e simplesmente de braços cruzados, impávidos e serenos a assistir” aos atentados na Região.
Serrão vai mais longe ao considerar que órgãos de Estado se “estão a demitir de cumprir a sus própria função e a Madeira vive neste estado de ilegalidade perante a sua complacência, o que é perfeitamente lamentável e põe em causa a credibilidade do Estado Português”.
Deste modo, o líder socialista considera que “estará em causa a normalidade do acto eleitoral” naquela parcelo do território português.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)