Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

PS vai à frente mas perde fôlego

Portugueses acreditam que os socialistas vão conquistar mais câmaras nas próximas autárquicas, mas o PSD tem ganho terreno e "está confiante".
15 de Setembro de 2013 às 20:00
sondagem, eleições, autárquicas, câmaras, municípios
sondagem, eleições, autárquicas, câmaras, municípios

Os portugueses acreditam que o PS vai sair vencedor nas autárquicas, garantindo um maior número de câmaras. Mas no último mês o PSD tem ganho terreno e há mais eleitores a admitir que os social-democratas podem surpreender com um bom resultado eleitoral dia 29.

Estas são as principais conclusões da sondagem CM/Aximage, que revela que 64,3% dos portugueses esperam que os socialistas ganhem mais autarquias no País, contra 18,6% que dão vitória ao PSD. Atualmente, o PSD tem 139 câmaras, mais sete que o PS.

Os números indiciam que a animosidade face ao Executivo PSD/CDS parece ter -
-se aligeirado, já que em janeiro a mesma sondagem mostrava haver 71,6% dos inquiridos a darem a vitória ao PS e ficando o PSD pelos 11,2%. A sondagem vai também em linha com o barómetro CM/Aximage, que dava conta de uma recuperação de Passos Coelho na confiança para primeiro-ministro, colocando-se a par de António José Seguro.

Recentemente, o PS tem visto alguns fiéis de José Sócrates alinharem-se para reagir a um eventual mau resultado nas eleições autárquicas.

Instado a comentar os dados da sondagem, o porta-voz do PSD, Marco António Costa, conclui que se "verifica um crescimento da confiança dos portugueses no PSD, ao mesmo tempo que há uma perda de confiança no líder da Oposição". Em sua opinião, isso deve-se a um discurso "permanentemente destrutivo de António José Seguro". O PS não quis comentar a sondagem do CM.

FICHA TÉCNICA DA SONDAGEM

UNIVERSO: indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidor de telemóvel.

AMOSTRA: aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, actividade e voto legislativo) e representativa do universo e foi extraída de um sub-universo obtido de forma idêntica. A amostra teve 609 entrevistas efectivas: 287 a homens e 322 a mulheres; 133 no interior, 267 no litoral norte e 209 no litoral centro sul; 165 em aldeias, 205 em vilas e 239 em cidades. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.

TÉCNICA: Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo decorrido nos dias 1 a 3 de Setembro de 2013, com uma taxa de resposta de 81,9%.

ERRO PROBABILÍSTICO: Para o total de uma amostra aleatória simples com 609 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma "margem de erro" - a 95% - de 4,00%).

RESPONSABILIDADE DO ESTUDO: Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.

sondagem eleições autárquicas câmaras municípios
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)