Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

PS volta a refrear Bloco de Esquerda na negociação do Orçamento de Estado

Socialista queriam encontro, sem António Costa e Ana Catarina Mendes, para falar sobre o programa de Governo.
Diana Ramos 15 de Outubro de 2019 às 09:47
António Costa afirmou ter pressa em avançar com o Orçamento, mas o PS informou o BE de Catarina Martins de que ainda não está pronto para discutir medidas
António Costa afirmou ter pressa em avançar com o Orçamento, mas o PS informou o BE de Catarina Martins de que ainda não está pronto para discutir medidas FOTO: Reuters
O PS voltou a ziguezaguear na relação com o Bloco de Esquerda, o que ditou o cancelamento de uma reunião entre os dois partidos que deveria ter hoje lugar.  

Segundo apurou o CM, os socialistas queriam um encontro sem António Costa e Ana Catarina Mendes para discutir apenas linhas gerais do programa de Governo.

O BE entendeu que a nega dada pelo primeiro-ministro após os encontros da passada semana não justificava um debate do programa socialista e que o passo seguinte seria a discussão do Orçamento. O encontro teria apenas a presença de Duarte Cordeiro, o ainda secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, sabe o CM.

"O programa de Governo é o programa do Partido Socialista e sobre ele não há nada a dialogar", disse ao CM fonte bloquista, sublinhando que perante o desafio para uma análise das medidas a incluir no próximo Orçamento do Estado o PS acabou por atirar a reunião para um calendário mais distante.

"O PS disse que não tinha condições ainda para discutir as questões orçamentais." Entre os bloquistas, o refreio na negociação criou espanto, até porque Costa tinha afirmado, quando se demarcou de um apoio do BE para toda a legislatura, que queria acelerar a preparação do próximo OE e encerrá-lo até ao final do ano.

Do lado do PS, a estratégia foi desvalorizar o cancelamento da reunião. "Não vamos estar sistematicamente a confirmar ou a não confirmar reuniões formais ou menos formais. O PS vai ter reuniões antes da entrega do programa do Governo", frisou fonte da direção à Lusa.

O CM sabe que os socialistas só preveem começar a discutir o OE em meados de novembro. Aliás, o Ministério das Finanças envia esta terça-feira o esboço orçamental para Bruxelas, mas numa lógica de mero cumprimento formal de prazos, com dados macroeconómicos e praticamente sem detalhes mais profundos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)