PSD acusa Governo de "falta de transparência" no reforço dos fundos do Hospital de Santarém

Reforço de capital realizado ficou aquém do exigido pelo Tribunal de Contas.
Por Lusa|12.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O PSD acusou esta quinta-feira o Governo de "falta de transparência e competência" na resolução dos problemas do Hospital de Santarém, por, ao contrário do afirmado, o reforço de capital realizado ficar aquém do exigido pelo Tribunal de Contas.

Os deputados do PSD eleitos por Santarém, Nuno Serra, Teresa Leal Coelho e Duarte Marques, reuniram-se na quarta-feira com a administração do Hospital Distrital de Santarém (HDS) e "ficaram a saber que a recapitalização feita pelo Governo ficou aquém das necessidades exigidas pelo Tribunal de Contas e que Governo só autorizou a contratação de 18 dos 49 enfermeiros pedidos pelo Hospital para fazer face às 35 horas" semanais, afirmam em comunicado.

Os deputados lembram que, para resolver o problema dos fundos negativos, que levou o Tribunal de Contas (TdC) a negar visto à segunda fase das obras no bloco operatório e ao fornecimento de refeições, o Governo antecipou receita do HDS no valor de 16,8 milhões de euros e procedeu a um reforço de capital de 18,7 milhões de euros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!