Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

PSD mantém liderança

Se as Legislativas fossem hoje, o PSD ganharia as eleições com 38,3% contra 25,2 por cento dos votos para o PS, segundo revela uma sondagem CM/Aximage. O presidente social-democrata, Pedro Passos Coelho, também supera o primeiro-ministro, José Sócrates, em quase nove pontos percentuais na confiança para Chefe do Executivo.
12 de Janeiro de 2011 às 20:17
Pedro Passos Coelho supera José Sócrates
Pedro Passos Coelho supera José Sócrates FOTO: d.r.
O ano é de sacrifícios para os portugueses e o PS, em comparação com o mês de Dezembro, sai penalizado: passa de 27,2 por cento para 25,4 por cento. O PSD aumenta a distância face aos socialistas ainda que tenham perdido potenciais votantes face ao último mês de 2010: de 39,8% para 38,3%.
Entre Dezembro e Janeiro, há realçar uma recuperação da CDU- de 8,4 para 9,9 %- e de uma oscilação residual positiva para o Bloco de Esquerda. Os bloquistas obtiveram 7,4 por cento em Dezembro do ano passado e 7,5 por cento no primeiro mês de 2011. Por seu turno, os centristas não sofreram qualquer alteração e garantem o mesmo resultado, 8,8%.
A sondagem foi realizada entre os dias 3 e 6 de Janeiro.
FICHA TÍTULO
Universo: indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidor de telemóvel.
Amostra: aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, actividade e voto legislativo) e representativa do universo e foi extraída de um sub-universo obtido de forma idêntica. A amostra teve 600 entrevistas efectivas: 291 a homens e 309 a mulheres; 151 no interior, 211 no litoral norte e 238 no litoral centro sul; 150 em aldeias, 214 em vilas e 236 em cidades. Proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.
Técnica: Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo decorrido entre os dias 3 e 6 de Janeiro de 2011, com uma taxa de resposta de 74,3%.
Erro probabilístico: Para o total de uma amostra aleatória simples com 600 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma “margem de erro” - a 95% - de 4,0%).
Responsabilidade do estudo: Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.
eleições sondagem psd ps passos coelho sócrates
Ver comentários