Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

PSD quer audição urgente da DGS sobre cumprimento do plano de vacinação da Covid-19

Para além das metas está em causa a "sustentação científica" das restrições etárias de algumas vacinas.
Lusa 28 de Maio de 2021 às 16:56
Graça Freitas
Graça Freitas FOTO: CMTV
O PSD entregou esta quinta-feira um requerimento a pedir a audição urgente da Direção Geral de Saúde (DGS) sobre o cumprimento das metas do plano de vacinação e sobre a "sustentação científica" das restrições etárias de algumas vacinas.

No requerimento, dirigido ao presidente da Comissão Eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à pandemia da doença COVID-19, os deputados sociais-democratas querem que a DGS esclareça se existe ou não a possibilidade de, "com consentimento informado", serem vacinadas pessoas com idades inferiores às restrições impostas na aplicação das vacinas (Janssen e AstraZeneca), que o desejem ser.

"A vacinação é hoje a mais eficaz ferramenta de combate à pandemia e o plano de vacinação está a decorrer de forma acelerada, prevendo-se até antecipar a vacinação de pessoas de faixas etárias que estavam previstas para depois de junho", refere o PSD no texto, mas lembrando que "Portugal tem prevista a receção de 2,7 milhões de vacinas da Janssen, cuja contratação foi determinante para o estabelecimento das metas temporais ínsitas no plano de vacinação".

Ora, a administração desta vacina "não está autorizada a maiores de 50 anos", "o que se poderá traduzir num desperdício de 2,7 milhões de vacinas (que, sendo de dose única, imunizariam 2,7 milhões de pessoas)"

"Considerando que a restrição imposta por Portugal à administração da vacina da Janssen para pessoas com 50 ou mais anos não corresponde a nenhuma recomendação da FDA (Food and Drug Administration) ou da EMA (Agência Europeia do Medicamento), e que 21 dos Estados-Membros da União Europeia utilizam a vacina sem restrições, considera o PSD urgente que a Direção-Geral de Saúde esclareça a sustentação científica desta decisão", referem, apontando que "estão identificados mundialmente 27 casos de reações adversas graves em 8,7 milhões de vacinas Janssen administradas".

PSD DGS Covid-19 Direção Geral de Saúde Portugal Janssen saúde medicina preventiva
Ver comentários