Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

PSD quer ouvir com urgência ministra da Saúde sobre situação dos hospitais

Partido considera que existe uma "degradação das condições de funcionamento dos hospitais".
Lusa 8 de Novembro de 2019 às 20:32
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, atual Ministra da Saúde
Marta Temido tutela a Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, atual Ministra da Saúde
Marta Temido tutela a Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, atual Ministra da Saúde
Marta Temido tutela a Saúde
O PSD quer ouvir com urgência a ministra da Saúde e os conselhos de administração do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte e do hospital Garcia de Orta, considerando que existe uma "degradação das condições de funcionamento dos hospitais".

"Ao fim de quatro anos de governação do Partido Socialista, é hoje indesmentível a crescente degradação das condições de funcionamento na generalidade dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS)", refere um requerimento dos sociais-democratas, assinado pelos deputados Ricardo Baptista Leite e Álvaro Almeida.

No documento, o PSD salienta que existem situações de especialidades em que os utentes do SNS são obrigados a esperar "largos meses, por vezes anos", para terem acesso a consultas e cirurgia.

"São cada vez mais recorrentes os casos de hospitais públicos em que a falta de recursos médicos está a comprometer a qualidade na prestação de cuidados de saúde e a própria acessibilidade e segurança dos doentes", frisam.

Os sociais-democratas referem que no hospital Garcia de Orta, em Almada, distrito de Setúbal, os serviços de urgência pediátrica "desde há largas semanas têm encerrado aos fins de semana, devido à falta de pediatras", considerando que esta situação obriga os utentes a recorrer às urgências pediátricas do hospital de Santa Maria ou do hospital D. Estefânia, ambos em Lisboa.

Já sobre o Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, que inclui os hospitais Pulido Valente e Santa Maria, o PSD afirma que os médicos "foram obrigados a denunciar a situação insustentável que se verifica nos respetivos serviços de urgência", com 21 chefes de equipa de urgência a avisarem que "não estão reunidas as condições para a prestação de cuidados de saúde de qualidade e com a necessária segurança".

Neste sentido, o PSD apresentou um requerimento na Comissão de Saúde para ouvir com urgência a ministra da Saúde, Marta Temido, e os conselhos de administração dos hospitais em causa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)