Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

PSD quer privados a construir residências para estudantes

Parcerias público-privadas são solução apontada para suprir carências de alojamento.
Salomé Pinto 7 de Janeiro de 2019 às 06:00
Em maio do ano passado, Rui Rio visitou uma residência universitária no Porto. O líder social-democrata tem alertado para problemas no alojamento estudantil
Rui Rio
Rui Rio
Rui Rio
Em maio do ano passado, Rui Rio visitou uma residência universitária no Porto. O líder social-democrata tem alertado para problemas no alojamento estudantil
Rui Rio
Rui Rio
Rui Rio
Em maio do ano passado, Rui Rio visitou uma residência universitária no Porto. O líder social-democrata tem alertado para problemas no alojamento estudantil
Rui Rio
Rui Rio
Rui Rio
O PSD quer suprir a carência de residências universitárias por via de "parcerias do Estado com privados e câmaras municipais", antecipou este domingo ao Correio da Manhã Maria da Graça Carvalho, coordenadora do Conselho Estratégico Nacional do PSD para o Ensino Superior. A proposta é apresentada na próxima quarta-feira, dia 9, pelo líder social-democrata, Rui Rio.

O objetivo "é duplicar de 12% para 24% os alunos que hoje conseguem ter alojamento numa residência", esclarece Graça Carvalho, que foi ministra do Ensino Superior do curto governo de Santana Lopes (2004-2005), dissidente de Rio.

"Com apoios públicos, as autarquias, as Instituições Particulares de Solidariedade Social, as misericórdias e outros privados" do mercado imobiliário poderão "recuperar edifícios e abrir mais residências", resolvendo "o problema de falta de alojamento no Ensino Superior", detalha a coordenadora do governo-sombra de Rio.

No fundo, é alargar o atual regime de parcerias público-privadas que atualmente já existe, por exemplo, nalguns hospitais do Serviço Nacional de Saúde.

Outra das medidas do PSD passa pela alteração no modelo de financiamento das universidades e politécnicos, que hoje "assenta exclusivamente no número de alunos, o que é manifestamente redutor", critica a coordenadora de Rio.

"Queremos atribuir verbas por metas", sublinha Graça Carvalho, como "a diversificação da classe social de alunos, atraindo os mais carenciados para cursos exigentes como Medicina". Para isso, também será proposto que "as universidades deem orientações e explicações gratuitas a alunos do Secundário", acrescenta.

O PSD também quer "aumentar o número de bolsas sociais", refere Graça Carvalho, que não descarta a hipótese de "promover créditos bancários com juros bonificados".

PORMENORES
Erasmus + Interior
PSD propõe criar o programa ‘Erasmus+ Interior’ que irá conceder bolsas de seis meses a estudantes que se desloquem para o Interior do País.

Alunos internacionais
Rui Rio quer atrair mais alunos internacionais, abolindo o atual limite máximo de 20% de estudantes que vêm do estrangeiro.

Segundo documento
Depois de ter apresentado uma proposta em outubro passado, este é segundo documento que o PSD de Rio apresenta intitulado ‘Ensino Superior – Uma Estratégia para a Década’.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)