Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

PSD recusa "Bloco Central"

O secretário-geral do PSD, Miguel Relvas, voltou a frisar esta segunda-feira à noite que "não haverá, em circunstância alguma, um bloco central" com a actual liderança dos sociais-democratas, num momento em que surgem vozes defensoras do pacto de governação.
12 de Julho de 2010 às 22:50
Miguel Relvas, secretário-geral do PSD
Miguel Relvas, secretário-geral do PSD FOTO: Pedro Catarino

A garantia foi dada na TVI 24, numa entrevista em que Miguel Relvas deixou sérios avisos ao Governo para o próximo Orçamento de Estado. Segundo Miguel Relvas, o Executivo deve "arrepiar caminho".
 
Questionado sobre o momento em que o Executivo cairá, Miguel Relvas não comprometeu o PSD com uma moção de censura, recusou provocar uma crise política, mas lembrou os exemplos de desgaste e os erros que se somam no Governo, segundo o PSD.
 
De facto, entre os sociais-democratas sucedem-se as declarações sobre o embate com o Governo no Orçamento de Estado para 2011. De manhã, foi a vez da vice-presidente do partido, Paula Teixeira da Cruz, na Antena 1.
 
A dirigente voltou a repetir a ideia que já tinha defendido ao CM no dia 27 de Maio. Na altura escreveu: "Se o Governo se transforma num problema crónico e não passa por ele parte de solução alguma, deixam de existir razões para que se mantenha, porque o interesse nacional passa a exigir outras soluções".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)