Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

PUPILOS AGRADECEM A PORTAS

A Associação dos Pupilos do Exército manifestou o seu "apreço" pela decisão do ministro da Defesa, Paulo Portas, de "impedir o encerramento dos Pupilos do Exército".
11 de Agosto de 2003 às 00:00
Os pupilos congratulam-se e registam o sentido de Estado de Portas
Os pupilos congratulam-se e registam o sentido de Estado de Portas FOTO: Natália Ferraz
Segundo um comunicado da Associação, "com o cancelamento das admissões àquela instituição em 2001 pairou o espectro do seu encerramento, que em boa hora a actual tutela inverteu, reabrindo neste ano lectivo as inscrições para o Ensino Básico e Secundário".
Ao longo dos últimos 92 anos, os pupilos do Exército têm sido uma referência no ensino em Portugal. Todavia, em 2001, o então Chefe de Estado-Maior do Exército (CEME), Silva Viegas, que recentemente se demitiu em ruptura com Portas, tinha mandado cancelar as inscrições. Mas, no passado dia 25 de Maio, o ministro, conforme noticiou o CM em primeira mão, assinou um despacho que determinava a abertura das admissões de novos alunos.
AS ORIGENS DA POLÉMICA
No passado dia 25 de Maio, uma notícia do Correio da Manhã subordinada ao título 'Portas salva Pupilos' relançou a polémica sobre o futuro do Instituto Militar dos Pupilos do Exército (IMPE). Nessa data, o ministro da Defesa assinou um despacho que permitia a abertura de vagas para novos alunos no próximo ano lectivo. A decisão não parece ter agradado ao então CEME, general Silva Viegas, que, em 2001, tinha cancelado as admissões no IMPE devido a problemas orçamentais. Estava, portanto, aberto o caminho para o seu encerramento, já que Viegas entendia que o IMPE não podia continuar a ser financiado só com o orçamento do Exército e as propinas dos alunos. Mas Portas, que considera que o IMPE "desempenha um papel fundamental no ensino em Portugal", travou o eventual encerramento, propondo um novo modelo de financiamento, com recurso a privados, e retirando a tutela do IMPE ao Exército. Viegas não terá gostado da iniciativa, ou do modo como o processo se desenrolou. Esta questão terá estado também na origem da sua recente demissão do comando do Exército.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)