Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Rangel acusa Sócrates de “malabarismo agrícola”

O candidato do PSD às eleições europeias, Paulo Rangel, acusou este sábado o Primeiro-ministro, José Sócrates, de “malabarismo agrícola” ao prometer centenas de milhões de euros para o sector da agricultura.
2 de Maio de 2009 às 15:26
Paulo Rangel, candidato do PSD às europeias
Paulo Rangel, candidato do PSD às europeias FOTO: D.R.

"O ministro da Agricultura abandonou e destruiu este sector e o Primeiro-ministro continua com malabarismo agrícola, sempre a prometer centenas de milhões que nunca ninguém viu, nem nunca ninguém vê e que ele adia sistematicamente”, disse Paulo Rangel aos jornalistas, durante uma visita à feira Ovibeja, o maior certame agro-pecuário do Sul do País.

Paulo Rangel reagia assim ao anúncio feito ontem por José Sócrates de já ter investimentos contratados na ordem dos 300 milhões de euros para a modernização da agricultura, um valor que, segundo o Chefe de Governo, até ao final do ano ascenderá aos mil milhões.

“Isto é malabarismo agrícola  do Primeiro-ministro porque tinha prometido estes mil milhões até Dezembro de 2008”, criticou Paulo Rangel, acrescentando que José Sócrates depois “garantiu, numa entrevista às televisões, que seria até 31 de Janeiro de 2009, garantiu no Parlamento, em resposta num debate quinzenal, que seria até 30 de Abril de 2009 e, agora, vem dizer que é até ao fim do ano.”

Paulo Rangel acusou ainda o Governo de estar a “desaproveitar completamente os fundos comunitários”, considerando que a agricultura é um “sector central” da economia portuguesa.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)