Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Reforma das Forças Armadas é “partilhada”

O primeiro-ministro, José Sócrates, para breve a conclusão da reforma das Forças Armadas, dando atenção à sua especificidade, num processo que frisou não ser imposto unilateralmente pelo Governo, mas antes “partilhado” com os militares.
17 de Novembro de 2008 às 19:19
Sócrates prometeu para breve a reforma das Forças Armadas
Sócrates prometeu para breve a reforma das Forças Armadas FOTO: Manuel Moreira

As posições assumidas pelo Chefe de Governo, relativas às carreiras, remunerações e sistema de saúde, foram assumidas na abertura do ano solene do Instituto de Estudos Superiores Militares, numa cerimónia em que marcaram presença os generais Ramalho Eanes e Loureiro dos Santos, que tem feito duras críticas ao Governo.

Sem nunca se referir directamente às questões que tem levado à contestação dos militares, José Sócrates frisou que “o Governo está como sempre atento aos anseios e expectativas legítimas das Forças Armadas, reconhecendo a especificidade da sua função”, assim como “está consciente do muito que se pede mais uma vez aos militares, tal como aos restantes portugueses”.

“Mas estou completamente confiante no cumprimento dessa missão, porque sei que ela sustenta na nossa vontade, no espírito de servir, na consciência de que estamos irmanados nesse objectivo de interesse nacional, que é a implantação de um modelo actualizado e racional de Defesa Nacional e de organização das Forças Armadas”, disse.    

O primeiro-ministro lembrou que ao longo dos últimos três anos e meio contactou de perto com as Forças Armadas e que foi “tocado pelo seu sentido de dever e vontade de servir, pelo seu profissionalismo, prestígio e reconhecimento internacionais”.

José Sócrates mostrou-se ainda “seguro que o programa de modernização não é expressão de algo unilateralmente pensado e muito menos imposto pelo Governo”, mas que “resulta de um projecto partilhado e integralmente assumido pelas Forças Armadas”.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)