Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Regabofe na concessão de apoios

Carlos Costa Neves, acusou o Governo açoreano socialista de “falta de transparência na utilização de dinheiros públicos e ilegalidade de procedimentos”, conduzindo a uma decadência nas finanças, esta quinta-feira em conferência de imprensa.
5 de Julho de 2007 às 16:55
Costa Neves acusa a má gestão do Executivo açoriano
Costa Neves acusa a má gestão do Executivo açoriano FOTO: d.r.
O líder do PSD/Açores afiançou que “a degradação das finanças públicas é uma situação em deslize permanente (...) é um regabofe na concessão de apoios por parte do Governo”. Segundo o líder regional, o Executivo vem com estatísticas a dizer que sobrou daqui e dali, só que tal não corresponde à situação real.
Costa Neves afirma ainda “a limitação ao endividamento directo desde 2002, o Governo cria sociedades anónimas, com 100% de capital público, e endivida-se através delas concedendo-lhes avales”. O dirigente avançou que a dívida de 700 milhões de euros em 2005, é quase o dobro em relação a 2002.
Ao afirmar que a concessão de apoios é “sem enquadramento legal ou com enquadramento inadequado e incompleto”, acusando o Executivo açoriano de ser um “mãos largas” e “continua a fazer orelhas moucas” às recomendações do Tribunal de Contas.
Ver comentários