Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Relações de continuidade

Os Estados Unidos da América esperam que a escolha de Freitas do Amaral para chefiar a diplomacia portuguesa não altere as relações bilaterais entre os dois países.
10 de Março de 2005 às 00:00
“Esperamos manter a nossa relação de cooperação quando o novo Governo assumir funções”, lê-se num comunicado oficial enviado ao CM pela embaixada dos EUA. Conhecidas que são as posições anti-americanas do professor, a embaixada recorda que Portugal “é um importante aliado dos EUA”. Alguns contactos entre a embaixada, José Sócrates e Freitas do Amaral já terão ocorridos, ainda que sem confirmação oficial.
No programa eleitoral do PS pode ler-se no ponto sobre política externa, por exemplo, que o partido defende um “papel activo na preparação de uma nova agenda global, designadamente no âmbito do debate sobre a reforma da ONU e na promoção de uma nova parceria para a paz e para o desenvolvimento”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)