Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

“Relançar tema é inqualificável”

"Inqualificável." Foi desta forma que o PS classificou ontem o artigo de opinião do assessor político do Presidente da República, Fernando Lima, sobre o polémico caso das alegadas escutas em Belém.
17 de Janeiro de 2010 às 00:30
Pela primeira vez, Fernando Lima fala sobre o polémico caso das alegadas escutas em Belém
Pela primeira vez, Fernando Lima fala sobre o polémico caso das alegadas escutas em Belém FOTO: Tiago Sousa Dias

"Não desmentiu nem esclareceu de forma categórica o assunto. Veio foi levantar mais suspeições", afirmou o vice-presidente da bancada socialista, Ricardo Rodrigues, que viu "com redobrada estupefacção" o artigo de Fernando Lima, publicado ontem no ‘Expresso’.

Pela primeira vez, Lima fala sobre o polémico caso que revelou o clima de crispação entre Belém e São Bento em Agosto do ano passado. O assessor do Chefe de Estado refere que tudo não passou de "uma teia bem urdida pelo fértil imaginário dos criadores de ‘factos políticos’", com o objectivo de "envolver o Presidente no palco da luta eleitoral".

Tudo começou com uma notícia no ‘Público’ sobre suspeitas de escutas em Belém. Em Setembro, o ‘Diário de Notícias’ avançava que a fonte da notícia foi Fernando Lima e publicava um e-mail entre dois jornalistas do ‘Público’, que segundo o assessor, "não deveria ter suscitado mais do que um impulso de rejeição enojada de todos os profissionais de jornalismo e actores políticos".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)