Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

RELATOS DE HORROR NAS PRISÕES CUBANAS

Os 75 dissidentes cubanos detidos desde há quase seis meses por terem pedido a realização de um referendo em Cuba estão a viver em condições sub-humanas.
11 de Setembro de 2003 às 00:00
Prisão
Prisão FOTO: arquivo cm
A denúncia foi feita pelo jornalista cubano Miguel Rivero, adiantando que estes presos foram transferidos para cadeias a 600 ou 900 quilómetros das suas residências.
Na prisão, o grupo de 75 dissidentes só pode receber a visita dos familiares mais próximos, apenas de três em três meses, além de serem forçados a viver em condições que levaram seis destes presos a entrar em greve de fome no passado dia 31.
A vida dos dissidentes nas prisões levaram um grupo de esposas, mães e filhas a escrever uma carta ao ministro cubano do Interior, general Abelardo Colomé Ibarra, pedindo “uma mudança das condições sub--humanas de reclusão” a que os seus familiares estão sujeitos.
“Estão todos submetidos a altíssimas temperaturas e pragas de insectos, não têm água corrente e a que recebem não é potável, os alimentos que lhes dão são insuficientes e muitas vezes em mau estado”, lê-se na missiva endereçada a Ibarra. Além disto, no diário de um dos presos, o jornalista Vázquez Portal, lê-se que as cadeias estão “infestadas de ratos, escorpiões, baratas e outra bicharada”.
Além das condições de vida dos dissidentes detidos, as suas famílias também são alvo de constantes pressões. Segundo Rivero, um grupo de esposas daqueles presos que assistiam regularmente a uma missa numa igreja do bairro Miramar, em Havana, e que de seguida caminhavam silenciosamente por uma avenida da capital cubana foram “visitadas” por agentes da Segurança do Estado que as avisaram que se continuassem com este comportamento seriam proibidas de visitar os maridos presos.
Esta denúncia surge no dia em que a Câmara dos Representantes norte-americana levantou as restrições às viagens entre Cuba e os Estados Unidos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)